CAMA, MESA E BANHO: SUA IMPORTÂNCIA HISTÓRICA E ECONÔMICA.

Mariana Costa Laktim, Alessandra Maria Giacomin, Júlia Baruque-Ramos

Resumo


O enxoval é conhecido desde a antiguidade e tem passado por uma série de modificações, refletidas no tipo de tecido, confecção, design, moda e na participação do mercado. O presente artigo objetiva a análise da evolução do setor de cama, mesa e banho, ocorrido da segunda metade do século XX até 1999, relacionada aos têxteis, processos, moda e importância econômica. Foi inicialmente realizado estudo bibliográfico a partir de literatura científica, livros e artigos nos departamentos correlacionados a Cama, Mesa e Banho. Considerando a grande importância desse setor em termos econômicos e para a sociedade, inclusive historicamente favorecendo-se de um conhecimento cultural de tradições muito ricas e influências artísticas, e que não foram encontrados estudos em nível nacional sobre esse setor. Entretanto estes produtos estão em nossa vida diariamente e têm grande contribuição na produção têxtil nacional. Assim, neste estudo será apresentado um panorama sobre o processo de evolução do segmento de Cama, Mesa e Banho nas suas matérias têxteis e moda e sua importância histórica e econômica.

Texto completo:

pdf

Referências


COSTA, S.; BERMAN, D.; HABIB, R. L. 150 anos da indústria têxtil brasileira. Rio de Janeiro: SENAI-Cetiqt/Texto&Arte, v. 110, p. 24-28, 2000.

FERREIRA, H. C. Cluster: uma alternativa de estratégia competitiva para o segmento de cama, mesa e banho da indústria têxtil de Santa Catarina. 146 p. Dissertação de Mestrado em Gestão Moderna de Negócios do Centro de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Regional de Blumenau, Blumenau: Universidade Regional de Blumenau, 2000.

GORINI, A. P. F. SIQUEIRA, S. H. G. Complexo Têxtil Brasileiro. In: BNDES Setorial, Edição Especial, nov. 1997, p. 133-156. Brasília: BNDES, 1997. 264 p. Disponível em: . Acesso em 31 Ago. 2015.

IEMI – INSTITUTO DE ESTUDOS E MARKETING INDUSTRIAL. Relatório Setorial da Indústria Têxtil Brasileira – Brasil Têxtil 2013. 13ª edição. São Paulo, 2013.

PEZZOLO, D. B. Tecidos: histórias, tramas, tipos e usos. 2. Ed. São Paulo. SENAC, 2007.

PINTO, D. F.; PINTO, R. C. A.; MOTA, M. D. B. Enxoval de casamento – cultura e mercado na (re) significação de uma tradição. In: XX Congresso Brasileiro de Economia Doméstica - VIII Encontro Latino-Americano de Economia Doméstica - I Encontro Intercontinental de Economia Doméstica, 2009, Fortaleza. Família e Economia Doméstica. Fortaleza: Wave Media, 2009. v. 1. p. 1-12.

PINTO, D. F.; PINTO, R. C. A.; MOTA, M. D. B. Enxoval de Noiva e a Moda – Da Dádiva ao Homewear. Modapalavra E-periódico, Ano 3, n. 6, p. 9- 18. jul-dez 2010. Disponível em . Acesso em 31 Ago. 2015.

POSTONE, M. Teorizando o mundo contemporâneo. Novos Estudos CEBRAP, n. 81, p. 79–97, 2008.

PROBST, E. R.; RAMOS, P.A evolução da mulher no mercado de trabalho. Instituto Catarinense de Pós-Graduação – ICPG. Gestão Estratégica de Recursos Humanos. Disponível em: . Acesso em 31 Ago. 2015.

SÁ, I.G.; Coisas de princesas: casamentos, dotes e enxovais na família real portuguesa (1480-1580) Revista de História da Sociedade e da Cultura – Universidade do Minho – Universidade de Lisboa. Disponível em: Acesso em 30 Set. 2015.

VIEIRA, Alberto. O Bordado da Madeira: Na história e cotidiano do arquipélago. Ed. Calaméo. Funchal. 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.