EXPERIÊNCIA COM ARTESÃOS FUNDAMENTADA NO DESIGN

Araguacy Paixão Paixão Almeida Filgueiras, Maria do Socorro de Araújo, Ricardo André Santana Bessa

Resumo


No contexto de formação na produção do artesanato, este trabalho apresenta o resultado das ações de um projeto de design para a qualificação de artesãos cearenses. Trinta e seis comunidades de artesãos do estado do Ceará, incluindo a capital, participaram do Curso Fundamentos do Design para Qualificação de Artesãos. Esse trabalho aborda esta experiência, resultado da mediação docente/discente do curso Design-Moda/ICA-UFC, no processo ensino-aprendizagem em projeto de extensão universitária. O trabalho tem como objetivo analisar a experiência e os resultados obtidos a partir de uma qualificação cujo intuito é desenvolver o potencial criativo do artesão. A experiência permitiu vivenciar conhecimento com as mais diversificadas tipologias de artesanato, como também agregou muitos saberes ‘emancipatórios’ a todos os participantes do processo ensino-aprendizagem. O Projeto foi de elevada importância tanto para a interferência no produto artesanal por meio da incorporação cultural no produto trabalhado, quanto na autonomia e autoestima dos profissionais envolvidos.


Texto completo:

pdf

Referências


BONSIEPE, G. Design como prática de projeto. São Paulo: Blücher, 2012.

CARMO, P. S. de S. O artesão brasileiro: intérprete da cultura regional e artífice da economia solidária. Dissertação Mestrado (Direito), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2011.

DJAU, M. A.; ROLDAN, V. P. S.; CABRAL, A. C. de A.; SANTOS, S. M. dos; PESSOA, M. N. M.; MELO, F. V. S.; MELO, S. R. da S. Artesanato de renda de bilro e desenvolvimento local: uma análise do processo de institucionalização da atividade no município de Aquiraz, Ceará, Brasil. DELOS Revista Desarrollo Local Sustenible, v. 5, n. 15, p. 1-22, out. 2012.

FILGUEIRAS, A. P. A. Aspectos socioeconômicos do artesanato em comunidades rurais no Ceará – O Bordado de Itapajé-CE. Dissertação Mestrado (Economia Rural). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2005.

GOMES FILHO, J. Ergonomia do objeto: bases conceituais. São Paulo: Escrituras Editora, 2006.

GOMES, G. C. C.; ARAÚJO, M. do S. de. Artesanato e moda: inovação e funcionalidade – uma referência cultural no Piauí. Anais... 9°Colóquio de Moda – Fortaleza- Ceará ‐ 2013.

LUPTON, E.; PHILLIPS, J. C. Novos fundamentos do design. São Paulo: Cosac Naify, 2008.

PEREIRA, J. C. da C. Artesanato – definições, evolução e ação do ministério do trabalho, programa nacional do desenvolvimento do artesanato. Brasília: Ministério do Trabalho, 1979.

RUIZ, G. G. Estudio de diseño. Sobre la construcción de las ideas y su aplicación a la realidad. Buenos Aires: Emecé Editores, 1994.

RÜTHSCHILLING, E. A. Introdução ao design de superfície. Porto Alegre: Núcleo de Design de Superfície–UFRGS, 2006.

SANTOS, E. T. Exportações de artesanato no Ceará no período de 2004 a 2006: desafios e oportunidades. Dissertação Mestrado (Administração), Universidade de Fortaleza, Fortaleza, 2007.

VERGARA, S.; SILVA, H. Organizações artesanais: um sistema esquecido na teoria das organizações. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, v. 6, n. 3, p. 32-38, jul. 2007.

WONG, W. Princípios da forma e desenho. São Paulo: Martins Fontes, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.